Pedro Tavares que cessou funções como dirigente associativo, no início da semana, diz que as diferenças entre o litoral e o interior do país são enormes e que não é fácil ser empresário nesta zona do país, uma vez que há cada vez menos poder de atracção. Quanto ao balanço dos anos como presidente do NERGA, o empresário diz que é positivo mas admite que houve projectos que não se concretizaram. Pedro Tavares adianta que a união entre o poder local, o tecido empresarial e o conhecimento é fundamental. Pedro Tavares diz que actualmente o NERGA é reconhecido em todo o país e sente-se orgulhoso do trabalho que deixou para o sucessor. Pedro Tavares deixou a presidência do NERGA e faz um balanço positivo dos últimos mandatos. Contudo, considera que as diferenças entre o litoral e o interior são cada vez maiores e que não é fácil ser-se empresário nesta região do país.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close