Município de Trancoso lança parasitoides para combater a vespa das galhas do castanheiro

Os produtores de castanha do concelho de Trancoso estão preocupados com a vespa das galhas do castanheiro. Um problema que pode provocar uma quebra significativa na produção da castanha.

Alertada para a situação, a Câmara Municipal de Trancoso, em conjunto com a direção regional de agricultura do centro e com a associação portuguesa da castanha, efetuou largadas de parasitoides em mais de 16 localidades onde existem castanheiros, no sentido de combater a vespa das galhas do castanheiro.

Em declarações à Rádio F, o presidente do município de Trancoso, Amílcar Salvador manifestou-se preocupado com a situação, e refere que a Câmara está atenta às pragas que podem afetar a produção da castanha naquele concelho. Nesta ação, a Câmara de Trancoso investiu 7 mil euros.

O presidente Amílcar Salvador realçou o empenho por parte da autarquia, uma vez os produtores de castanha já falam numa quebra na produção.

Segundo Amílcar Salvador no concelho de Trancoso existem 900 produtores de castanha, e para a maioria é a única fonte de rendimento.

Foto: Município de Trancoso

Foto: Município de Trancoso