Líder da bancada dos Socialistas na Assembleia Municipal, acusa Álvaro Amaro de andar a reboque do PS, no que respeita à linha ferroviária

O líder da bancada do PS na Assembleia Municipal da Guarda, António Monteirinho, acusou o presidente do Município de andar a reboque do PS no que diz respeito à ferrovia. Na semana passada, Álvaro Amaro afirmou que a Guarda tem de ser a grande plataforma ferroviária de transporte de mercadorias. António Monteirinho chega mesmo a afirmar que esta foi a primeira grande ideia do executivo mas que foi atrás do Governo socialista e acrescentou que o PS defende que a Guarda tem de ser o maior porto seco de Portugal.

Na resposta, Álvaro Amaro referiu que não anunciou que a Guarda ia ser a grande plataforma ferroviária e desafiou até o Governo socialista a fazer a obra.

O autarca também não concorda que esta tenha sido a primeira grande ideia do executivo e acrescentou que as ideias têm de ser apresentadas com os pés assentes no chão. O presidente da Câmara da Guarda adiantou ainda que na cidade se passou muito tempo a pensar no céu e no paraíso. Álvaro Amaro reforçou que o importante é defender que a estação ferroviária fique na Guarda e que as ideias têm de ser apresentadas com realismo.

DSC08040