Ficaram com pulseira eletrónica dois homens detidos pela GNR da Guarda, por alegada violência doméstica

São dois casos distintos, o primeiro foi em Celorico da Beira onde os militares da GNR apuraram que a companheira de 59 anos, era vítima de agressões físicas, psicológicas e ameaças por parte do suspeito. O individuo de 61 anos de idade ficou sujeito, entre outras medidas de coação, à proibição de aproximação da vítima a menos de 250 metros, sendo controlado por pulseira eletrónica, como referiu o Major Marco Pina, da GNR da Guarda.

Já outro individuo também de 61 anos de idade, foi detido em Gondomar, no distrito do Porto por elementos da GNR da Guarda. Os militares apuraram que a vítima, de 60 anos, era ameaçada pelo companheiro, mesmo após a separação, tendo a GNR dado cumprimento a um mandado de detenção, como refere o oficial da GNR

Este individuo foi presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, ficando sujeito às medidas de coação de proibição de frequentar ou de se aproximar da residência da vítima, proibição de a contactar por qualquer meio, bem como, a proibição de se aproximar da vítima num raio de 3 quilómetros, controlado também através de pulseira eletrónica. (ouvir aqui)