Está nas mãos da ARS Centro a requalificação do Pavilhão 5, do Hospital Sousa Martins, pelo menos esta é a opinião do Diretor do serviço de Ginecologia e Obstetrícia da ULS da Guarda

Numa grande entrevista que José Aníbal concedeu à Rádio F, o médico diz que é fundamental requalificar aquele edifício para o desenvolvimento da Obstetrícia e Pediatria em prol das crianças e mulheres do distrito da Guarda. O diretor de serviço lembra que desde que entrou para o Hospital da Guarda, e já lá vão 36 anos, não houve um investimento sério na saúde Materno-infantil no distrito.

Mudar este panorama, está nas mãos da ARS Centro, com a requalificação do Pavilhão 5 e com um investimento de 6 Milhões de euros, defende José Aníbal. O diretor do serviço de Ginecologia e Obstetrícia da ULS entende que só assim a Maternidade da Guarda pode ser atrativa para as mulheres terem os seus filhos neste Hospital. José Aníbal diz que atualmente as instalações da Maternidade da Guarda não são atrativas, o médico diz que é incompreensível que as grávidas tenham que percorrer dezenas de metros para chegarem à urgência de obstetrícia. As condições do físicas do internamento e o ambiente climatérico da Maternidade, são outros fatores que desencorajam as grávidas vir para a Guarda. Mas nem tudo são espinhos, o diretor do serviço destaca a importância de ter um bloco operatório junto da sala de partos, o que dá condições ímpares de segurança às grávidas. (ouvir aqui)