Eduardo Brito garante que, se for eleito presidente da Federação do PS da Guarda, Álvaro Amaro tem de começar a fazer mais e a falar menos

Reconquistar a Câmara da Guarda é o principal objectivo de Eduardo Brito, candidato à Federação do PS do distrito.

O socialista esteve numa entrevista na Rádio F onde recordou as principais linhas orientadoras do projecto que pretende concretizar. Críticas também não faltaram ao executivo da Câmara da Guarda. Eduardo Brito garante que, se for eleito, Álvaro Amaro tem de começar a fazer mais e a falar menos. Eduardo Brito diz que o candidato do PS à Câmara da Guarda tem de ser residente na cidade, garantindo, desde logo, que não é candidato.

O ex-autarca de Seia acrescentou que se fosse deputado na Assembleia Municipal da Guarda já teria questionado o presidente da Câmara da Guarda sobre a falta de emprego no concelho. Eduardo Brito diz ainda que o PS do distrito vai ser diferente a partir do dia 4 de Março e assume-se como o candidato da mudança.

Na grande entrevista que deu à Rádio F Eduardo Brito lamentou ainda que o outro candidato, António Saraiva tivesse rejeitado o convite para um debate público. O candidato diz que os militantes estão ansiosos pela mudança no partido.