Trata-se de uma obra que ainda estava na garantia e, segundo o presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, o Município exigiu que o empreiteiro corrigisse algumas anomalias naquela artéria da cidade. Carlos Chaves Monteiro acrescentou que o objectivo da Câmara é requalificar as ruas da cidade e do concelho que estão em pior estado de conservação.