Os portugueses estão em casa, e estão a aproveitar para fazer grandes limpezas, o que pode gerar uma grande quantidade de lixo, ao querem ver-se livres de outros equipamentos de grande dimensão, tal como sofás ou eletrodomésticos que já não são utilizados. Uma situação que pode gerar grandes transtornos às equipas de recolha, como referiu à Rádio F, Nuno Heitor, Administrador da Resiestrela. Estar em casa não é sinónimo de estarmos a fazer arrumações e livrar-nos de móveis antigos sofás ou colchões, diz Nuno Heitor. O administrador refere que um aumento anormal destes “monos”, pode gerar constrangimentos na recolha seletiva e não seletiva de Resididos Sólidos Urbanos. (ouvir aqui)

 

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close