Carlos Peixoto diz que nestas eleições houve dois PSD, um que concorreu às legislativas e o outro que foi contra vapor

«É quase impossível dois partidos social democratas na Guarda vencerem o PS». A afirmação é do candidato a deputado e actual presidente da distrital laranja. Carlos Peixoto diz que, no distrito, o partido perdeu porque não houve união. Para o social-democrata houve dois PSD. Um que concorreu nestas eleições legislativas e o outro que foi contra vapor. Carlos Peixoto diz que houve concelhos onde se notou que as estruturas não estiveram com o partido e destacou também a falta de apoio da JSD.

Sem referir nomes, Carlos Peixoto acusa os militantes que não estiveram com esta candidatura de terem feito mal ao partido e de serem também responsáveis pela derrota. Carlos Peixoto diz que nas autárquicas tem de haver mais união mas sublinha que, nessa altura, há outra conjuntura económica social e desgaste do partido socialista.

Confrontado com o facto de haver consequências politicas destas eleições, Carlos Peixoto reitera que vai cumprir o mandato como presidente da distrital. (ouvir aqui)