A Câmara da Guarda pretende ampliar a área da Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial (PLIE)

Numa grande entrevista à Rádio F, o Presidente do Município afirmou que a procura tem sido muita e que é necessário avançar para uma fase de expansão da PLIE. Contudo há cerca de 15 lotes que foram adquiridos mas onde nada foi feito. Carlos Chaves Monteiro quer voltar a reunir com esses empresários para chegar a um acordo. A Câmara paga, pelo actual preço do metro quadrado, aos empresários para que os terrenos revertam para o município. Carlos Chaves Monteiro diz que um desses lotes inutilizados pode ser adquirido por uma empresa que necessita de expandir a área. A Câmara também já disponibilizou dois lotes para criar o Centro de Valorização de Produtos Endógenos, reforça o presidente do Município. Carlos Chaves Monteiro acrescentou ainda que nos últimos anos mais de 15 empresas adquiriram 63 lotes, no valor de 759 mil euros e com a criação prevista de 574 postos de trabalho. (ouvir aqui)