Numa entrevista à Rádio F, o presidente, Paulo Pinheiro antevê meses complicados até porque os pedidos de ajuda são cada vez mais, nomeadamente até de famílias que podiam ser consideradas da classe média mas que, de um momento para outro, ficaram sem emprego e numa situação fragilizada.

Paulo Pinheiro deixa entender que os próximos meses vão ser muito complicados para responder a tantos pedidos, uma vez que a campanha de Maio, por uma questão de segurança, foi adiada. Em Maio não há campanha de angariação de alimentos e a próxima só está marcada para Novembro. Neste intervalo de tempo, Paulo Pinheiro diz que já está aberta uma conta bancária para que as pessoas possam deixar donativos.

Paulo Pinheiro acrescenta que também há empresas que já estão a ajudar o Banco Alimentar Contra a Fome da Cova da Beira, até porque o armazém já há falta de alguns produtos. (ouvir aqui)

Foto: Banco Alimentar

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close