Assinala-se hoje o dia Europeu do Melanoma, o serviço de dermatologia da ULS da Guarda está de portas abertas à comunidade para o rastreio ao cancro da pele

A dermatologista Fátima Cabral, que agora também ocupa o lugar de diretora clínica para os cuidados de saúde hospitalares da ULS da Guarda, estreou-se no programa da Rádio F, “Conversa em Binómio”, e referiu que durante o dia de hoje, o hospital da Guarda vai observar todos os utentes, que sintam necessidade de fazer este rastreio, e adianta, que caso haja um elevado números de inscritos, as consultas serão agendas para outro dia.

A médica da ULS da Guarda referiu as principais características dos indivíduos que integram o grupo de risco, a quem se destinam principalmente, estes exames e consultas de prevenção. A médica Fátima Cabral, adiantou os números de casos de cancro da pele registados em 2016, segundo a dermatologista foram cerca de 400 casos observados, na ULS da Guarda.

Estes números não deixam de ser preocupantes, até porque a base de incidência é bastante elevada, comparativamente com os números a nível nacional. A Diretora Clínica da ULS da Guarda, Fátima Cabral, justifica que estes valores, podem dever-se à elevada faixa etária da população, bem como, com hábitos enraizados nesta região do interior.