Apesar de ter condições financeiras, presidente da Federação dos socialistas da Guarda reitera que, PS nacional deve assumir as despesas de água e luz

O presidente da federação do PS da Guarda disse à Rádio F, que em sintonia com as restantes federações nacionais do PS, não pretende assumir o pagamento das despesas de água e luz, apesar de financeiramente poder suportar essas despesas. António Saraiva garante que a federação tem condições financeiras para honrar os compromissos.

António Saraiva acrescenta que o dinheiro proveniente das receitas que a distrital tem, deve ser utilizado para acções políticas desenvolvidas pelo partido.