Álvaro Amaro e Santinho Pacheco já pediram esclarecimentos sobre um possível encerramento do Centro Educativo do Mondego

Os rumores que se ouvem sobre o possível encerramento do Centro Educativo do Mondego, na localidade de Cavadoude, concelho da Guarda já levou o Presidente da Câmara a pedir explicações ao diretor da instituição, que segundo Álvaro Amaro lhe transmitiu tranquilidade, apesar de ter garantido que o número de jovens tem vindo a diminuir. Aliás, a Rádio F sabe que actualmente no Centro educativo do Mondego existem 60 funcionários apenas para 20 rapazes a cumprir medidas por atos qualificados de crime.

Perante as noticias que pairam no ar, também o deputado do PS eleito pelo círculo da Guarda, Santinho Pacheco questionou o governo. Entretanto na reunião do executivo de ontem à tarde, Álvaro Amaro mostrou-se preocupado, até porque lhe foi comunicado que o centro educativo iria fechar para rentabilizar outro, localizado em Vila do Conde. O presidente do Municipio não aceita o argumento, e mostrou-se apreensivo.

Independentemente da decisão do governo, o autarca Álvaro Amaro espera que a Câmara seja contactada para colaborar, no sentido de ser encontrada a melhor solução para o Centro Educativo. No entanto, o diretor da instituição garantiu a Álvaro Amaro, que seria contactado, caso haja alguma evolução no que diz respeito às informações que andam no ar.

Sobre este assunto, o vereador do PS na Câmara da Guarda, Joaquim Carreira manifestou-se para elogiar a iniciativa do deputado Santinho Pacheco, na Assembleia da República.

Foto: solaresebrasoes.blogspot.com

Foto: solaresebrasoes.blogspot.com