No final da reunião do executivo e confrontada com o nome de João Barranca, a socialista Ana Cristina afirmou desconhecer o provável novo presidente do Conselho de Administração e lamentou que a decisão não tenha passado por uma pessoa natural do distrito da Guarda. Já o presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro lembrou que a decisão pertence ao Governo e tem de ser respeitada.

Carlos Chaves Monteiro acrescentou que pretende reunir com o novo Conselho de Administração para levar por diante o processo da criação de um Centro Hospitalar Universitário. O autarca diz que nunca houve abertura por parte da actual administração para falar sobre o assunto.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close