A possibilidade de João Barranca ser o novo presidente do Conselho de Administração da ULS da Guarda, já motivou reacções por parte do presidente da Câmara e dos vereadores do PS

No final da reunião do executivo e confrontada com o nome de João Barranca, a socialista Ana Cristina afirmou desconhecer o provável novo presidente do Conselho de Administração e lamentou que a decisão não tenha passado por uma pessoa natural do distrito da Guarda. Já o presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro lembrou que a decisão pertence ao Governo e tem de ser respeitada.

Carlos Chaves Monteiro acrescentou que pretende reunir com o novo Conselho de Administração para levar por diante o processo da criação de um Centro Hospitalar Universitário. O autarca diz que nunca houve abertura por parte da actual administração para falar sobre o assunto.