A partir de amanhã, a Guarda já tem uma delegação da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Depois de Aveiro, Viseu e Castelo Branco é agora a vez da cidade mais alta ter também uma delegação, que vai permitir dar apoio a todos os doentes oncológicos do distrito. Numa entrevista à Rádio F, Carlos Oliveira, Presidente do Núcleo Regional do Centro, da Liga Portuguesa Contra o Cancro, explica que o objectivo é descentralizar alguns serviços, de forma que os doentes não tenham que se deslocar tantas vezes a Coimbra.

Carlos Oliveira referiu no entanto, que a abertura das delegações da Liga, nas cinco capitais de distrito da zona centro, implica a ajuda das entidades locais, na cedência das instalações. No caso da cidade da Guarda, foi a Unidade Local de Saúde que cedeu o rés-do-chão do edifício do antigo centro de saúde.

Na delegação da Liga Portuguesa Contra o Cancro irá ficar a funcionar também o movimento “Vencer e Viver”, que até aqui estava instalado no centro de Saúde da Guarda-Gare. Carlos Oliveira considera que os doentes com cancro do distrito vão ter melhores condições, até porque a delegação vai dispor de uma extensão da unidade de Psico-Oncologia de apoio aos doentes e familiares.

A delegação da Liga Portuguesa da Guarda vai ser inaugurada amanhã. O presidente do Núcleo regional do Centro, não tem duvidas de que este novo espaço é uma mais valia para os doentes oncológicos.