Foi no âmbito do patrulhamento diário, que os militares da GNR depararam-se com um indivíduo aparentemente transtornado, com escoriações e a sangrar da cabeça, que transportava em ambas as mãos diversas pedras enquanto se deslocava para o interior de uma localidade. No decorrer da situação, verificaram um segundo homem a empunhar uma arma de fogo na direção do primeiro, enquanto este projetava as pedras que tinha na mão na direção do outro, como dá conta o capitão Tiago Fernandes da GNR da Guarda. Os militares da Guarda cessaram de imediato as agressões e impediram que fosse utilizada a arma de fogo, tendo de imediato detido os indivíduos. Entretanto foi apreendida uma arma de fogo de calibre 6.35mm sem qualquer registo e com uma munição na câmara, pronta a ser utilizada. Os indivíduos de 18 e 48 anos de idade foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial da Guarda.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close