Em Vilar Formoso, associações empresariais, sindicatos, autarcas e populações de ambos lados da fronteira pediram a abolição das portagens na A25 e A23

Associações empresariais, sindicatos, autarcas e populações de ambos lados da fronteira pediram a abolição das portagens na A25 e A23, numa ação de luta que decorreu na fronteira de Vilar Formoso e que foi convocada pela Plataforma Pela Reposição das SCUT nas auto estradas que atravessam o distrito. A iniciativa juntou sindicatos portugueses e espanhóis e associações empresariais. Luís Garra, coordenador da União dos Sindicatos de Castelo Branco da CGTP, pediu um empenho maior por parte dos autarcas da região. O sindicalista Luís Garra, criticou fortemente o antigo ministro do planeamento e infraestruturas e atual candidato às eleições europeias pelo PS, Pedro Marques, por se ter recusado a reunir com a plataforma Pela Reposição das SCUT na A23 e A25.

Quem também esteve presente foi o presidente da Câmara de Almeida. António Machado apelou à união reivindicativa das forças politicas e da sociedade civil, já que os problemas que afetam portugueses e espanhóis na região são transversais. (ouvir aqui)

Foto: Rádio Fronteira