A União dos Sindicatos da Guarda está contra o aumento do preço das portagens na A23 e na A25

Uma viagem da Guarda a Lisboa, ida e volta, passa a ter um custo de 40 euros e 40 cêntimos, uma vez que houve um aumento na ordem de 1,4 %. Só da capital do distrito a Torres Novas o percurso fica em cerca de 18 euros.

José Pedro Branquinho, da União dos Sindicatos da Guarda, não concorda com este aumento e continua a defender a abolição total das portagens no interior do país e reforça que não faz sentido o aumento de portagens quando já houve reduções recentes na ordem dos 15 por cento.

O sindicalista diz que a luta vai continuar para sensibilizar o Governo de que pagar portagens nas Ex-scut não faz sentido e prejudica a população e os empresários.