A ULS da Guarda foi autorizada a contratar, 12 Enfermeiros e 14 Assistentes Operacionais, no âmbito do Plano de Contingência de Inverno

A ULS da Guarda foi autorizada a contratar mais 12 enfermeiros e 14 assistentes operacionais no âmbito do Plano de Contingência de Inverno. Na semana anterior, a Direção Geral de Saúde ativou no país o plano de contingência por causa do vírus na gripe, o que levou o governo a anunciar a contratação de 450 enfermeiros e 400 assistentes operacionais, para todo o Serviço Nacional de Saúde (SNS). Na ULS da Guarda a confirmação do número de profissionais a contratar foi deixado pela Enfermeira Diretora no programa da Rádio F, Bilateral. Nélia Faria diz que a autorização para contratar estes 12 enfermeiros e 14 Assistentes Operacionais, chegou no início desta semana.

Confrontada, se o número autorizado é o suficiente, Nélia Faria diz que, era sempre desejável ter mais profissionais, mas ainda assim, refere que com estes 14 enfermeiros vai ser possível minimizar o efeito de afluência aos serviços de saúde por causa do vírus da Gripe.

A Enfermeira Diretora espera que até ao final desta semana, estes novos profissionais estejam já disponíveis para reforçar as equipas de saúde da ULS da Guarda. Para já, Nélia Faria, prefere não avançar com o número de camas que possam ser abertas no hospital da Guarda com o reforço deste contingente profissional.

A ULS da Guarda foi autorizada a contratar mais 12 enfermeiros e 14 assistentes operacionais no âmbito do plano de contingência de Inverno. Estes números foram avançados pela Enfermeira Diretora da ULS da Guarda no programa da Rádio F, Bilateral que pode ouvir em reposição nesta 6ª feira depois das 19h. (ouvir aqui)