ULS da Guarda anuncia medidas de contingência por causa do vírus da Gripe

A Unidade Local de Saúde da Guarda já começou a implementar a 2ª fase do plano de contingência por causa do vírus Gripe. Depois de uma fase inicial de prevenção, com a campanha de vacinação e também a alocação de 9 camas do serviço de ginecologia, a ULS da Guarda implementa agora uma serie de novas medidas, atendendo que se prevê que o pico do vírus da gripe seja atingindo em meados deste mês. Já a partir desta semana o centro de saúde da Guarda vê o horário de atendimento alargado até à meia-noite, como referiu à Rádio F a presidente do Conselho de Administração da ULS da Guarda, Isabel Coelho acrescenta ainda, caso seja necessário, outros centros de saúde podem vir também a ter consultas até às entre as 8h e as 24 horas.

Isabel Coelho explica ainda que vão estar disponíveis mais camas para internamento, nos Hospitais da Guarda e Seia. A presidente do Conselho de Administração da ULS da Guarda acrescenta ainda que foram disponibilizadas mais 2 camas de numa IPSS de Gouveia para internamento, mas Isabel Coelho espera que estas não venham a ser necessárias.

Para fazer face ao aumento da necessidade de internamentos e prestação de cuidados de saúde nas urgências hospitalares, o Conselho de Administração da ULS da Guarda pretende reforçar os recursos humanos, com a contratação de mais 20 enfermeiros e 14 Assistentes Operacionais.

A Unidade Local de Saúde da Guarda já começou a implementar a 2ª fase do plano de contingência por causa do vírus Gripe, para já o centro de saúde da Guarda vai estar de portas abertas até á meia-noite. A contratação de mais profissionais do setor da saúde, e a disponibilidade de mais camas para internamento, são outras das medidas previstas apara as próximas semanas na área de abrangência da ULS da Guarda.