Tribunal de Contas aprovou o contrato de 12 aeronaves de combate a incêndio, dois aviões pesados ficam sediados em Seia, a juntar ao helicóptero ligeiro que já está na Guarda

O tribunal de contas deu o visto hoje ao contrato de 12 aeronaves de combate a incendio, entre eles estão dois aviões pesados anfíbios que ficam sediados em Seia para operação nos períodos entre de  maio e outubro. Para além destes meios agora aprovados pelo tribunal de contas, estão também disponíveis nesta fase, mais 10 helicópteros ligeiros, um deles na Guarda, sediado na Helipista do Parque da Saúde. A partir de junho o estado prevê um reforço dos meios aéreos para o dispositivo de combate a incêndios rurais.

Foto: Arquivo