Sindicato dos Enfermeiros Portugueses reivindica a contratação urgente de 130 enfermeiros para a ULS da Guarda

O sindicato dos enfermeiros português volta a denunciar a grave carência de enfermeiros na ULS da Guarda. Em números redondos o sindicato reivindica a contratação urgente de mais 130 enfermeiros para esta unidade hospitalar, o sindicalista Honorato Robalo questiona ainda, a não autorização da contratação de 20 enfermeiros anunciado pelo conselho de administração da ULS da Guarda, no passado mês de Janeiro para fazer face ao plano de contingência da gripe.

O dirigente do Sindicato dos enfermeiros Portugueses entende que o atual conselho de Administração da ULS da Guarda, deve ser mais reivindicativo junto da tutela para suprir esta lacuna. Honorato Robalo não descarta a hipótese de haver formas de luta para pressionar o Ministério da Saúde a desbloquear as autorizações para a contratação de enfermeiros.