O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses considera uma “gota no oceano” a contratação de 12 enfermeiros para a ULS da Guarda

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses saúda a contratação de mais 12 enfermeiros para a ULS da Guarda, mas considera este número, uma gota no oceano, atendendo à falta de profissionais nesta unidade hospitalar. A ULS da Guarda foi autorizada pela tutela a contratar mais 12 enfermeiros e 14 assistentes operacionais no âmbito do plano sazonal de inverno. O sindicalista Honorato Robalo aplaude esta contratação, mas refere que o Governo não está cumprir com os compromissos que tem com a ULS da Guarda, uma vez que entende, que a ULS da Guarda sofre uma espécie de plano de contingência durante todo ano por causa da falta de enfermeiros. Para o sindicalista a contratação de 12 enfermeiros para a ULS da Guarda é uma gota no Oceano. Honorato Robalo diz que destes 12 enfermeiros anunciados, alguns deles já estão ao serviço da ULS da Guarda. (ouvir aqui)