O Serviço de Ortopedia do Hospital da Guarda já arrancou com a 4ª fase do projeto “Habilitar”

Este projeto prevê a promoção de visitas por parte dos Enfermeiros ao domicílio em contexto de pré e pós internamento e é dirigida aos doentes com cirurgia programada para colocação de Prótese Total do Joelho e da Anca. Em última analise o objetivo do “Habilitar” é promover uma maior rapidez na recuperação dos doentes que são intervencionados, como deu conta no programa da Rádio F, Bilateral, o Enfermeiro Chefe de Ortopedia da ULS da Guarda, Sérgio Caseiro.

Este programa arrancou em 2016 e já foram acompanhados 346 doentes. Segundo Sérgio Caseiro, este é um projeto diferenciador na área da saúde, até porque, justifica o enfermeiro, são as equipas de saúde que se deslocam a casa dos doentes, antes e depois da cirurgia. O programa “Habilitar” é constituído por 4 fases como explicou o enfermeiro Chefe da Ortopedia do Hospital da Guarda.

Este ano o projeto entrou na sua plenitude, uma vez que arrancou a 4ª fase, que consiste em visitas e tratamentos por parte de enfermeiros da rede de cuidados de saúde primários, no pós-alta hospitalar, como explica Sérgio Caseiro. (ouvir aqui)

Foto: ULSG