A saída do Comando Distrital de Operações e Socorro das atuais instalações, foi novamente abordado na Assembleia Municipal da Guarda

O presidente da Câmara da Guarda quer que o Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS), deixe as atuais instalações na Rua António Sérgio e passe para a antiga sede das Infraestruturas de Portugal, que fica próxima do quartel dos Bombeiros. Álvaro Amaro diz que já falou várias vezes com a tutela e com as entidades responsáveis, que todos estão de acordo, mas ainda não houve um parecer positivo.

O autarca foi questionado na Assembleia Municipal pelo deputado do Bloco de Esquerda. Marco Loureiro quis saber qual o futuro das atuais instalações, na rua António Sérgio, que estão a degradar-se.

Álvaro Amaro respondeu que já falou várias vezes com o secretário de estado da tutela, com o presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil para que a mudança seja possível num curto espaço de tempo. Apesar de haver acordo verbal ainda não há um parecer positivo. O autarca diz que as atuais instalações do CDOS vão voltar a ser residências para os estudantes.