“Saber Ouvir, Dar a Voz e Criar Oportunidades” é o lema da candidatura de Ângela Guerra à distrital do PSD Guarda

“Saber Ouvir, Dar a Voz e Criar Oportunidades” é o lema de Ângela Guerra, que anunciou que é candidata à presidência da Distrital da Guarda do PSD. Há muito que o nome da deputada na Assembleia da República era veiculado para concorrer com Carlos Peixoto mas a confirmação surgiu agora, sendo que a lista será apresentada oficialmente nos próximos dias.

Numa entrevista à Rádio F, Ângela Guerra, que também é presidente da Assembleia Municipal de Pinhel, explicou as razões que a levaram a aceitar este novo desafio. A social-democrata explicou que é necessário fazer um trabalho diferente do que foi feito nos últimos anos. Ângela Guerra quer acompanhar todas as áreas estratégicas para o desenvolvimento do distrito.

Recentemente os militantes do distrito foram chamados às urnas para elegerem o líder concelhio e o presidente do partido. Ângela Guerra diz que não tira eleições desses atos eleitorais porque todas as pessoas são livres de votarem em quem entenderem.

O facto de nestas eleições os candidatos serem deputados na Assembleia da República, também mereceu um comentário de Ângela Guerra. A social-democrata diz que não há guerras pessoais, apenas projetos diferentes.

Ângela Guerra é candidata à presidência da distrital da Guarda do PSD. A outra lista é encabeçada por Carlos Peixoto. As eleições estão marcadas para o dia 9 de Junho.