A rejeição de transferência de competências para a CIM Beiras e Serra da Estrela terá sido uma posição concertada no seio do Conselho Intermunicipal

Na reunião do concelho intermunicipal de janeiro, a Comunidade das Beiras e Serra da Estrela deu indicações que não estava preparada para assumir qualquer das competências intermunicipais propostas. Assim todos os 15 municípios que marcaram presença neste conselho executivo, terão concordado em não aceitar qualquer transferência de competências para a CIM Beiras e Serra da Estrela. No programa Poder Local da Rádio F, o autarca do Sabugal confirmou essa indicação, de não aceitação por parte da CIMBSE da na atribuição de transferência de competências aos autarcas. António Robalo entende que agora, não é de «bom tom», culpar qualquer município pela rejeição de atribuição de competências pela CIM Beiras e Serra da Estrela.

António Robalo diz que a CIM Beiras e Serra da Estrela deu indicações que não tinha capacidade para aceitar as 4 competências que estavam em cima da mesa. O autarca do Sabugal reitera, que esta posição foi transmitida a todas as 15 autarquias que integram esta Comunidade.

O Presidente de Câmara de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca que também participa no Programa da F, Poder Local, corroborou a mesma posição do colega António Robalo. O autarca diz que esta posição de rejeição prende-se com as dificuldades na própria estrutura da CIM Beiras e serra da Estrela.

Manuel Fonseca que também é Vice presidente da CIM Beiras e Serra da Estrela, diz que não se pode «passar o ónus a qualquer autarca», por uma decisão que foi tomada no seio do conselho intermunicipal. (ouvir aqui)