Professores marcaram um pré-aviso de greve às reuniões de avaliação

Os sindicatos de professores marcaram um pré-aviso de greve às reuniões de avaliação do Ensino Básico e Secundário e também ao pré-escolar, a partir de 18 de Junho, mas admitem que a paralisação possa prolongar-se até Julho. Em causa estão várias reivindicações que pretendem ver resolvidas pelo Governo, como refere a sindicalista Sofia Monteiro, que recorda que já houve várias formas de luta que não surtiram o efeito desejado.

Sofia Monteiro diz que estão agendadas mais duas reuniões, nos próximos dias 4 e 6 e a partir daí, pode surgir a confirmação da greve para o período anunciado. A sindicalista recorda também algumas das reivindicações dos professores, que se prendem com a contagem do tempo de serviço para progressões na carreira e cumprimento das 35 horas semanais.