O Politécnico da Guarda vai ter um aumento de vagas de 3% no próximo ano letivo

Este aumento surge do despacho do governo, que prevê a redução de vagas em Lisboa e no Porto e dá a oportunidade das restantes instituições de aumentarem até 5%, o número de entradas de novos alunos. O Presidente do IPG refere que no próximo ano letivo vai haver 699 vagas, Constantino Rei acrescentou que optou apenas por aumentar o número de vagas em cursos onde a probabilidade de preenchimento é maior.

Na escola Superior de Saúde vai haver um aumento de 5% nos cursos de Enfermagem e Farmácia, já na escola Superior de Tecnologia de Gestão, são 10 as novas vagas, nos cursos de Informática, Gestão, Recursos Humanos e Marketing.

O Presidente do IPG refere que também na escola Superior de Educação e Desporto, vai haver aumento de vagas. Os cursos de Relações Publicas e Desporto podem ver o número de alunos aumentados no próximo ano letivo. Acrescentar ainda que na escola de turismo de Seia também vai haver um aumento do número de vagas em 3%.

Este aumento de vagas deve-se ao despacho do Governo que reduz o número de entradas em Lisboa e Porto. O presidente do IPG considera que o Ministro do Ensino Superior deveria ter ido mais longe, e não permitir o aumento de vagas nas restantes instituições a litoral. Entretanto a posição tomada pelos politécnicos do litoral, em não aumentar o número de vagas é aplaudida por Constantino Rei, e refere, que esta posição deveria ser um exemplo para o poder politico.