O politécnico da Guarda preencheu 384 vagas das 680 disponibilizadas

O politécnico da Guarda preencheu 384 vagas das 680 disponibilizadas, o que representa uma ocupação de 56,47% nesta 1ª fase do ingresso ao ensino superior. O IPG foi o Politécnico, do interior do país, que melhores resultados obteve nesta fase. Em termos comparativos, o número de entradas é superior a 21% em relação ao ano anterior. Os cursos de Topográfica e Engenharia Civil, continuam sem qualquer candidato. Quanto à Engenharia Informática e Farmácia, Constantino Rei espera que estas duas licenciaturas do IPG, melhorem o desempenho na 2ª fase de ingresso ao ensino superior.

O presidente do IPG acredita que o Politécnico da Guarda neste ano letivo, possa vir a ter quase 1000 novos alunos, apara além das quase 700 vagas disponibilizadas, Constantino Rei acredita que os cursos TESP´s e os mestrados venham a colocar ao todo no IPG, quase um milhar de novos estudantes.

Acrescentar ainda que é a primeira vez que o IPG consegue ocupar mais de metade das vagas abertas na 1ª fase de concurso nacional de acesso ao ensino superior.