O Politécnico da Guarda preencheu 187 vagas na 2ª fase de acesso ao ensino superior

O número é ligeiramente mais baixo, comparativamente com o ano anterior, o presidente do IPG justifica esta redução com o número inferior de candidatos este ano, Constantino Rei acrescenta que o Instituto da Guarda até obteve melhores resultados do que os outros Politécnicos da região. Constantino Rei volta a referir que a redução de vagas em Lisboa e no Porto em nada beneficiou as instituições do ensino superior do interior do país.

No ano passado entraram 1000 novos alunos ao todo no IPG nas várias ofertas disponíveis, Constantino Rei acredita que este ano o número total não deverá sofrer uma grande redução, o presidente do IPG fala do bom desempenho dos Cursos Superiores Profissionais. Constantino Rei acredita que ao todo, o número total de novos alunos não deverá sofrer uma grande redução este ano.