Politécnico da Guarda está na 2ª posição a nível nacional, na captação de alunos estrangeiros

A internacionalização do Politécnico da Guarda tem sido uma das apostas por parte desta presidência do IPG. Constantino Rei referiu na Rádio F, que o estudo recentemente apresentado pelo Diretor Nacional do Ensino Superior, veio confirmar que o IPG está bem posicionado a nível nacional, na captação de alunos estrangeiros para a Guarda, ocupando a posição numero dois a nível nacional, só superado por Bragança, e à frente de algumas universidades.

A grande parte dos alunos estrangeiros captados para o IPG são oriundos dos países PALOP´s, uma aposta que é para continuar, segundo o presidente do Politécnico da Guarda. A estratégia de capação de alunos estrangeiros para o IPG, deve continuar a ser principalmente de estudantes oriundos de países de língua portuguesa.

Na globalidade o Politécnico tem estabilizado o número total de alunos, Constantino Rei esperava que já este ano tivesse havido um aumento de estudantes, o Presidente do IPG justifica, que o fraco sucesso dos cursos Tecnológicos Profissionais, terá contribuído para o não aumento do número de alunos.