A Polícia Judiciária da Guarda, bem como as restantes forças de segurança (PSP e GNR), não têm conhecimento de qualquer notícia relacionada com tentativas de rapto na cidade

O coordenador da Polícia Judiciária da Guarda disse, numa entrevista à Rádio F, que a PJ, bem como as restantes forças de segurança (PSP e GNR), não têm conhecimento de qualquer notícia relacionada com uma tentativa de rapto na cidade.

Ontem à tarde, a alegada página oficial do Facebook do Outeiro de S. Miguel, publicou que «anda uma carrinha a circular pela cidade da Guarda com dois homens de nacionalidade estrangeira, tentam roubar crianças pequenas». Na mesma nota, a escola acrescentava que «não deixem as crianças sozinhas nem por um segundo, muito menos dentro do carro. Já houve pelo menos no dia de hoje, uma tentativa de rapto». Podia ainda ler-se na publicação, que entretanto já foi removida, que «a Escola está alerta para esta situação e vai reforçar as medidas de segurança».

Contactado pela Rádio F, o coordenador da PJ da Guarda, José Monteiro referiu que «não lhe foi comunicado qualquer episódio concreto». Contudo, estão a ser feitos contactos no sentido de se apurarem a veracidade dos factos. O coordenador do PJ da Guarda, estranha que o alerta tenha surgido através de uma página do Facebook da escola e que nada tenha sido comunicado às autoridades.

José Monteiro deixa entender que não lugar para alarme e reforça que não houve qualquer comunicação ou denuncia oficial. (ouvir aqui)