PJ da Guarda deteve oito suspeitos por tráfico de produtos estupefacientes, entre eles, um estudante do ensino superior que liderava esta rede

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, identificou e deteve seis homens e duas mulheres, fortemente indiciados pela prática reiterada do crime de tráfico de produtos estupefacientes, centrando-se tal atividade, essencialmente, na cidade da Guarda, local a partir do qual também eram abastecidos outros traficantes de menor dimensão, oriundos, nomeadamente, de Vilar Formoso.

Segundo comunicado da PJ da Guarda, as detenções ocorreram todas na sequência da realização de vasta ação policial, no âmbito da qual foram cumpridos dez mandados de busca domiciliária, previamente emitidos pelas competentes autoridades judiciárias.

Foi apreendido pólen de haxixe em quantidade suficiente para a preparação mínima, aproximada, de setecentas e cinquenta doses individuais, cinco mil e quatrocentos euros em moeda corrente, uma balança de precisão e vários computadores e telemóveis.

A PJ da Guarda adiantou ainda que na execução das referidas buscas, assim como na custódia de alguns dos detidos, a Polícia Judiciária contou com a colaboração de vários elementos da GNR pertencentes ao Comando Territorial da Guarda, designadamente do NIC de Vilar Formoso.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 19 e os 26 anos, na sua maioria empregados comerciais e agrícolas, liderados por um estudante do ensino superior, foram entretanto presentes às competentes autoridades judiciárias, tendo as respetivas medidas de coação aplicadas variado desde uma prisão domiciliária a apresentações periódicas, proibição de contactos e de ausência dos respetivos concelhos de residência.