O executivo da Câmara da Guarda aprovou voto de pesar pela morte de Mário Soares

O executivo da Câmara da Guarda aprovou por unanimidade um voto de pesar pelo falecimento de Mário Soares. O autarca Álvaro Amaro referiu-se ao ex-presidente da república como sendo uma das personalidades mais emblemáticas da histórica contemporânea, a quem Portugal deve muito.

Os vereadores do PS também se associaram. Joaquim Carreira referiu que Mário Soares vai ficar na história como um lutador contra o fascismo e como um homem que batalhou pela inclusão de Portugal na comunidade europeia.