O presidente da câmara da Guarda diz que este apoio, foi uma forma de indemnizar os comerciantes que perderam os produtos ou que os deixaram de os vender por causa do incêndio e que não foram compensados pela autarquia há um ano atrás, referiu Sérgio Costa.

Já o vereador da PSD, Chaves Monteiro, que apesar de ter votado favoravelmente, considerou esta proposta injusta justificando que a mesma deveria ser mais abrangente. Na resposta, o presidente da câmara da Guarda explicou que esta proposta visa apoiar todos aqueles que tiveram prejuízos com o incêndio e na sequência do mesmo.

Questionado ainda sobre a recuperação da infraestrutura que foi mais afetada por este incêndio de 2019, Sérgio Costa, diz que a autarquia está a estudar este assunto.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close