O comunista passou pela capital de distrito, andou por Seia e Gouveia e em cima esteve a preocupação da falta de médicos e a possibilidade do fecho da maternidade do Sousa Martins, algo que Bernardino Soares rejeita terminantemente. O comunista aproveitou a deslocação à Guarda para se encontrar com alguns movimentos da sociedade civil e reivindicar um plano de investimento para o Hospital da Guarda. Outras das reivindicações é solucionar a precariedade dos vários profissionais de saúde que estão afetos à ULS da Guarda.

Bernardino Soares exige que o Hospital da Guarda seja munido de especialidades médicas, que possam dar respostas efetivas aos utentes do distrito.

O website da Rádio F utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close