No distrito da Guarda estima-se que haja 300 funcionários que possam aderir ao Programa de Integração dos Precários na Função Publica

Já arrancou o processo para a integração de precários na Função Publica, no distrito da Guarda estima-se que haja 300 funcionários que possam aderir a este programa. A iniciativa legislativa, e chama-se “Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública” (PREVPAP). O sindicalista José Pedro Branquinho, da União de Sindicatos da Guarda, referiu que este processo, era há muito esperado pelos precários da função pública, no entanto lamenta que este programa, não tenha chegado aqueles que prestam funções de forma precária, nas autarquias.

Segundo o sindicalista haverá cerca de 300 trabalhadores que poderão aderir a este programa no distrito da Guarda, principalmente funcionários que prestam serviços nos setores da saúde e educação. José Pedro Branquinho, explica que há vários processos disponíveis para os trabalhadores que queiram aderir ao PREVPAP, sendo o mais rápido por via on-line. O sindicalista acrescentou, que os sindicatos estão disponíveis para ajudar os trabalhadores, que queiram integrar este processo de regularização de precários na Função Publica.

Já arrancou o processo para a integração de precários na Função Publica, a União de Sindicatos da Guarda vai passar pelos locais de trabalho até ao final de junho, para apoiar aqueles que pretendam aderir ao Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública.