Município da Guarda espera por fundos comunitários para requalificar o bairro da Fraternidade

Existe um novo plano para o bairro da fraternidade, na Guarda. Recentemente, o projecto passava por requalificar aquele espaço mas, a Câmara da Guarda e o IHRU chegaram à conclusão que esta requalificação não seria a mais adequada. O assunto foi levado à reunião do executivo pelos vereadores do PS. Joaquim Carreira diz que o bairro continua sem condições de habitabilidade.

Já o presidente da Câmara da Guarda diz que o projecto que já tinha sido homologado pode ser alterado e  que estava orçado em 800 mil euros. Para Álvaro Amaro a solução ideal para o bairro da fraternidade passa por construir novas habitações e destruir as existentes. O problema é que não há fundos comunitários no quadro comunitário 2020. Álvaro Amaro diz ainda que já falou com o secretário de estado da tutela com o objectivo de encontrar financiamento para a construção de novas habitações. Para as famílias que vivem no bairro da fraternidade. O presidente da Câmara da Guarda reforçou que as famílias do bairro da fraternidade têm que viver com dignidade.

O projecto inicial para o bairro da fraternidade que passava pela requalificação das moradias passou agora para um plano secundário. Álvaro Amaro diz que iria ficar tudo igual, por isso, espera por financiamento para construir novas habitações.