Ministério da Educação cancela contrato de Associação com externato do Soito e deixa 14 professores e 4 funcionários no desemprego

O externato do Soito vai encerrar no final deste ano letivo. Depois de 53 anos ao serviço do ensino, a cooperativa de ensino que geria este externato viu cancelado o contrato de associação com ministério da educação. O autarca do Sabugal entende que há aqui excesso de zelo e perseguição por parte da tutela aos contratos de associação. António Robalo acrescentou que o encerramento do externato do Soito é um drama social para o concelho do Sabugal. O externato do Soito tem 80 alunos e 16 profissionais, António Robalo refere que o ministério da educação justificou o fim do contrato de Associação, com a resposta pública que já existe no concelho do Sabugal.

O presidente da câmara do Sabugal lamenta o desfecho do externato do Soito, que vai levar 12 professores e 4 funcionários não docentes para o desemprego. O autarca do Sabugal diz que a câmara municipal do Sabugal está a enveredar todos os esforços para que o Soito mantenha o ensino secundário naquela vila.

Foto: Freguesia do Soito