A maioria e o vereador do PS fizeram o balanço do mandato, na última reunião do executivo da Câmara da Guarda

A última reunião do executivo da Câmara da Guarda teve apenas um ponto em agenda e demorou pouco mais de meia hora. A maioria e o vereador do PS fizeram o balanço do mandato.

O socialista Joaquim Carreira referiu que por opção própria não será presidente nem vereador e acrescentou que sempre tentou dar o melhor em prol dos interesses do concelho. Adiantou ainda que, muitas das vezes, prejudicou a vida profissional em detrimento das funções como vereador da oposição. Joaquim Carreira fez um balanço positivo do mandato e elogiou também o trabalho desenvolvido pela vereadora Graça Cabral.

Já o presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro referiu que sempre houve respeito institucional entre a maioria e os vereadores do PS, apesar de reconhecer que houve discussões mais acesas em determinados momentos. Álvaro Amaro só lamenta que os vereadores do PS nem sempre tenham votado favoravelmente alguns pontos, uma vez que sempre esteve aberto a sugestões e ao diálogo.

Chegaram ao fim as reuniões do executivo deste mandato autárquico. Domingo é dia de eleições. Joaquim Carreira é candidato a presidente da Assembleia Municipal pelo PS, Álvaro Amaro recandidata-se a presidente da Câmara da Guarda pelo PSD.