JOM investe na Guarda e vai criar 18 postos de trabalho diretos

A JOM, empresa na área da comercialização de produtos para a casa, como mobiliário, sofás e electrodomésticos, comprou o edifício das antigas instalações da GARTEXTIL, na Guarda e pretende abrir ao público antes da Páscoa do próximo ano. O anúncio foi feito pelo empresário que não escondeu que abrir na Guarda era um sonho antigo, já com 8 a 9 anos. Joaquim Oliveira Mendes começou por apresentar a empresa que tem fábrica no norte e 18 lojas em todo o país. A JOM vai investir 4 milhões de euros na requalificação daquele espaço e criar 18 postos de trabalho directos e 50 indirectos.

A JOM tinha duas alternativas para a localização das instalações, ou ficava à entrada do parque industrial ou nas antigas instalações da Gartextil. Joaquim Oliveira Mendes justificou que o espaço na Guarda-Gare é mais central. A loja da JOM vai ter 4 mil e 500 metros quadrados e no mesmo espaço vão continuar os serviços de automóveis já existentes, o Bowling e um restaurante, como adiantou Joaquim Oliveira Mendes.

O anúncio da abertura da JOM na Guarda foi feito na Câmara da Guarda. O presidente do Município, Álvaro Amaro lamentou o facto desta empresa já poder estar na Guarda há 8 anos e que, na altura, tivesse havido entraves.

gartextil