A GNR entregou mais de mil peças de vestuário apreendido a IPSS do distrito da Guarda

O Comando Territorial da GNR da Guarda entregou 1100 peças de vestuário e calçado a 7 instituições de solidariedade social do distrito.

A roupa é proveniente do material contrafeito que é apreendido nas operações levadas a cabo pelos militares e que, posteriormente, por decisão judicial, é declarado perdido a favor do Estado.

Na sequência desta decisão, a GNR desenvolveu uma iniciativa solidária para distribuir o vestuário por diversas instituições de solidariedade social, de forma a auxiliar famílias carenciadas, bem como providenciar um meio de agasalho contra a exposição a temperaturas baixas.

O Capitão Cláudio Saraiva refere que o objetivo desta iniciativa é abranger o maior número de pessoas, especialmente, as mais necessitadas.  O militar explicou ainda a origem das roupas que foram agora entregues às várias instituições, que resultam de apreensões da GNR.

Uma das instituições que recebeu roupas e calçado foi a Loja Social da Junta de Freguesia da Guarda. Isabel Martins explica que as várias peças vão ser distribuídas pelas pessoas que têm feito pedidos de ajuda.

Já Dinis Caramelo, da ASTA, de Almeida, diz que esta entrega de roupa e calçado vem na melhor altura. (ouvir aqui)