Ex-Presidente da Federação do PS da Guarda, considera que Pedro Fonseca saiu derrotado e amarrado do último congresso Distrital do Partido Socialista

O Ex-Presidente da Federação do PS da Guarda, Armando Reis, diz que atual líder Pedro Fonseca saiu derrotado e amarrado do último congresso Distrital do Partido Socialista.

O comentador da Rádio F, voltou a ser bastante crítico em relação ao processo eleitoral da Federação do PS da Guarda, desta vez sobre o congresso distrital. Armando Reis referiu que Pedro Fonseca está agora amarrado às concelhias de Seia e Celorico da Beira, depois de conhecidos os nomes que vão integrar a comissão politica distrital.

O comentador da Rádio F, também foi cáustico quanto à postura do líder da concelhia da Guarda, Armando Reis criticou a ausência de uma intervenção política de Agostinho Gonçalves durante o congresso que decorreu no passado Sábado e a pouca representatividade de militantes da concelhia na comissão política distrital, por parte da lista de Pedro Fonseca.

Eduardo Brito também foi alvo de críticas por parte do Ex-Presidente da Federação do PS da Guarda, o comentador chega mesmo a dizer que “Eduardo Brito vendeu a alma politica ao diabo”. Armando Reis também entende que houve a falta de um “peso político” vindo do Largo do Rato no congresso Federativo do PS da Guarda que decorreu em Figueira de Castelo Rodrigo.

O Ex-Presidente da Federação do PS da Guarda, Armando Reis, disse no Radiograma desta semana, (ouvir aqui) que atual líder Pedro Fonseca saiu derrotado e amarrado do último congresso Distrital do Partido Socialista, um programa que pode ainda ouvir na íntegra esta manha depois das 11h ou em Podcast no site da Radio F.