Equipa comunitária de suporte de cuidados paliativos da ULS da Guarda já está no terreno

A equipa comunitária de suporte de cuidados paliativos da ULS da Guarda já está a funcionar em pleno, esta equipa era a única valência que faltava à rede de Cuidados Paliativos da Unidade Local de Saúde da Guarda. O Objetivo deste grupo é acompanhar doentes em casa em fase terminal. A coordenadora da equipa de cuidados paliativos da ULS da Guarda, Susana Abreu, referiu à Radio F, que esta era uma valência há muito desejada.

Os utentes que assim o desejem podem aceder a este serviço de prestação de cuidados de saúde no seu próprio lar, a médica que coordena este serviço, explica que a solicitação pode ser feita de forma rápida e célere através do médico de família.

Para além do apoio médico e de enfermagem também são prestados outros tipos de auxílios, que permitam melhorar a condição de vida em doentes terminais.

A coordenadora da equipa de cuidados paliativos da ULS da Guarda, explicou ainda que os doentes que estão a solicitar este apoio já se encontram em fase de fim de vida. Susana Abreu explica que os cuidados paliativos devem acontecer o mais precoce possível.

Desta rede faz parte ainda uma unidade de internamento em Seia com capacidade para 11 doentes este espaço é de tratamento para situações agudas

Foto: ULSG