Enfermeiros estão em greve hoje e amanhã

Os enfermeiros estão em greve hoje e amanhã, os serviços mínimos estão assegurados, mas pode haver constrangimentos em alguns setores dos hospitais da Guarda e Seia e nos centros de saúde da área de abrangência da ULS da Guarda. Honorato Robalo, do Sindicato dos enfermeiros portugueses, referiu à Rádio F os motivos desta greve, que se prendem essencialmente com o descongelamento de carreiras, as 35 horas para todos os profissionais da classe e a contratação de mais enfermeiros para o serviço nacional de saúde. O pagamento compensatório para enfermeiros especialistas, o trabalho extraordinário e o cumprimento da legislação sobre o horário de trabalho são outras das reivindicações do sindicato.

Honorato Robalo realçou ainda o caso da ULS da Guarda, com o chumbo por parte da tutela, para contratação de mais enfermeiros para a unidade local de saúde da Guarda.

O sindicalista garante que os serviços mínimos vão ser cumpridos em situações de emergência, mas alerta para constrangimentos noutros setores dos hospitais e centros de saúde da ULS da Guarda.