Enfermeiros cumprem hoje um dia de greve

Os enfermeiros regressam hoje à luta, foi decretado uma greve para o turno da manha e turno da tarde. Em causa continua a exigência da contratação de mais enfermeiros, a contagem do tempo de serviço para progressões na carreira e o pagamento na íntegra das horas extraordinárias. Honorato Robalo do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses refere que o problema da carência de enfermeiros é um problema estrutural, e não é a passagem para as 35 horas o principal fator que pode levar à rutura de serviços.

A greve está marcada para os turnos da manha e da tarde, segundo o sindicalista, para já não há autorização por parte da tutela para a contratação de 40 enfermeiros, que terão sido pedidos pelo conselho de administração da ULS da Guarda. Honorato Robalo pede mesmo uma intervenção dos deputados eleitos na Assembleia da república pelo círculo da Guarda, para reivindicar a contratação urgente de enfermeiros para a ULS da Guarda.

O sindicalista alerta, que uma ausência de resposta pode levar à rutura de alguns serviços.