Eduardo Brito apresentou a candidatura à Federação do PS da Guarda

Reconquistar a Câmara da Guarda é uma das prioridades de Eduardo Brito. O candidato à Federação do PS do distrito, que ontem ao princípio da noite apresentou as linhas orientadoras do programa, vincou que o partido tem todas as condições para ganhar as autárquicas na Guarda, acrescentando ainda que o candidato deve ser natural e residente na cidade.

O ex-presidente da Câmara de Seia pretende dar uma nova dinâmica à Federação, ouvir os jovens, ajudar os municípios, ser uma voz interveniente na Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, mas também se mostrou crítico em relação a algumas questões.

Eduardo Brito diz que o impasse em que se encontra a 2ª fase das obras no Hospital da capital de distrito é uma vergonha e vai mais longe ao afirmar que o conselho de administração já deveria ter apresentado a demissão. Eduardo Brito acrescentou que quer promover a coesão territorial e que a ULS e o IPG são pilares fundamentais nesse processo. O candidato à Federação do PS deixou bem vincado que estes dois serviços do distrito não podem ser subalternizados.