Direção do Guarda Unida Desportiva equaciona terminar com o Futebol Sénior

O presidente do Guarda Unida Desportiva, António Pissarra não confirma a extinção da equipa de futebol sénior mas admite que é uma possibilidade. A falta de apoios e os maus resultados desta época podem estar na base da decisão que ainda está a ser equacionada pela direção do GUD. A equipa de futebol está no último lugar da classificação, com apenas 4 pontos e a descida à 2ª Divisão é já uma realidade. António Pissarra admite que a extinção é uma hipótese em aberto até porque, na Guarda, é sempre difícil manter uma equipa competitiva devido aos custos financeiros.

António Pissarra adianta que o ideal era ter uma equipa num campeonato nacional mas que é difícil atingir esse patamar porque não vale a pena lutar contra moinhos de vento. O presidente do Guarda Unida sustenta que para ter uma equipa de seniores competitiva, é necessário ter condições financeiras e um grande empenho por parte da cidade, dando como exemplo o Académico de Viseu.